BAILAR NA VEREDA (2018)

A companhia Danças Polifônicas realiza uma pesquisa interdisciplinar profunda de criação coreográfica e musical, partindo das primeiras composições e gravações de tangos no Brasil. A investigação já resultou no artigo Raízes do Tango no Brasil e no espetáculo Tangos Brasileiros. Este último, livremente inspirado na figura da pianista Chiquinha Gonzaga, circulou no ano de 2017 por cidades do interior e capital de São Paulo e era composto por três dançarinos: Talita Vinagre, Felipe Stocco e Sofia Tsirakis, que assina direção. Nesse momento, a criação de Danças Polifônicas, da bailarina e diretora Sofia Tsirakis, se debruça em um solo. 

O espetáculo propõe um diálogo entre a dança, a música, as artes visuais e a literatura. A partir da leitura do poema El Tango, do escritor argentino Jorge Luis Borges sobre as origens do tango, os passos da bailarina caminham para uma dramatização do corpo, transpondo os gêneros: do masculino ao feminino, na relação dramática de dois ou mais personagens em um só. O poema é um retrato da noite portenha e do estilo musical, ligado às casas de prostituição no final do século XIX e aos valentões que as frequentavam. 

A trilha percorre a trajetória do tango, das composições de Chiquinha Gonzaga e transita também pela inventividade cosmopolita de Astor Piazzolla, até chegar aos tangos contemporâneos, com criações de André Balboni. A dança atravessa passos clássicos do tango, trazendo uma carga dramática da relação entre amantes, até o rompante total da personagem feminina.     

O espetáculo evidencia uma das características da música brasileira referente às composições do tango brasileiro, também investiga os caminhos que a dança pode alcançar no imaginário, extrapolando sua espacialidade topológica. O projeto Tangos Brasileiros está aprovado pelo MINC, na Lei Rouanet, para captação de recursos para circulação do espetáculo em diversas regiões do Brasil.

Coreografia Sofia Tsirakis 
Interpretação Sofia Tsirakis

Pesquisa Sofia Tsirakis e André Balboni
Fotografia para arquivo Marina Nacamuli
Música André Balboni

Figurino Bia Rivato 
Iluminação 
Som 
Duração
 

 

Produção Cia. Danças Polifônica

Produção executiva: Iolanda Sinatra